BANANA DA TERRA E PALPITES FELIZES


Ganhei presentes da horta e do quintal dos amigos Serginho e Adriana. Rendeu salada, chá, tempero e sobremesa. A sobremesa foi muito esperada, contei os dias para a banana da terra ficar no ponto de fritura.

A foto da banana amadurecendo despertou memórias de amigos, algumas ilustradas, vindas do Recife das férias da Solange, outras de tempos atrás, como da minha prima Carmen, que lembrou que essa sobremesa era a preferida do meu tio Paulo, e o outro Paulo deu a dica: "Bem maduras ficam mais saborosas. Corta longitudinalmente em três ou quatro fatias e frita. Podem ser servidas também como sobremesa, com um pouquinho de açúcar e canela salpicados por cima." Adriana deu o toque:" Huummm... pode já fritar essas duas maduras, como o Paulo mencionou: em fatias e com açucar e canela, melhor ainda." E assim foi.

Tem coisa melhor que um palpite feliz? Talvez mais de um, extamente como nosso caso aqui! Fiz uma fritura rápida com óleo de côco no lugar do azeite, a banana estava tão macia que bastou duas viradas num óleo bem quente. Ficou demais! Usei melado no lugar do açúcar, que é novidade aqui. Antes usava de tudo um pouco: mel, mascavo, açucar de côco, agave, stevia. Agora adotei o melado como único complemento da stevia. As propriedades maravilhosas desta planta tão doce e especial estão aqui. Uso e recomendo. Stevia é tudo de bom, pena que ainda não consigo consumir pura, mesmo depois de quase 15 anos de uso contínuo, sempre preciso de um pouco de outro docinho e não sei explicar porquê. É como tomar café, até hoje não consigo se não for adoçado. Melado também é tudo de bom e merece uma postagem a parte, na categoria dos alimentos mais alcalinos que existem, vou preparar em breve sobre as doçuras da casa.
Falando em doce, doçura-mor ficou essa banana da terra servida como sobremesa enriquecida com canela e cardamomo. Foi o toque de midas vindo do melhor dos mundos: dos amigos, de casa, orgânico, e feito com carinho. Sempre funciona
Namastê!

PS O cactus já entrou no clima, com brisa, ventilação natural e sol de manhã. Mimado ele!



Comentários