TAPETES `A PROVA DE ( QUASE ) TUDO


Tapetes em casa significa ter companheiros para a vida toda. Não consigo imaginar um espaço sem eles, e meus clientes rezam na mesma cartilha. Creio que meu discurso seja bastante convincente pois acredito piamente na boa relação tapetes x ambientes, já escrevi muito sobre eles, os tapetes, e nunca é demais filosofar como ajudam na criação de espaços harmoniosos, além de cumprir a nobre função de delimitar áreas eles mantem a casa arrumada, mostram o estilo dos seus donos e conferem personalidade aos lares. Pode reparar, onde não tem tapetes os móveis saem do lugar, e a gente `as vezes nem percebe que um belo dia tudo "andou": o sofá foi parar do outro lado, as poltronas estão enviezadas, uma bagunça.
Tem gente que não liga, mas eu ligo e preciso ficar atenta por força e graça da minha profissão, desse jeito minhas pesquisas nunca tem fim.
Conheci o produto Revolution há alguns anos, um material vinílico reciclável que pode ser aplicado no piso como carpete ou cortado como tapete. Pode ser lavado com água e sabão. A trama parece um sisal e tem cores incríveis. É para alto tráfego, usado em lojas, estabelecimentos comerciais e em residencias também.
Recentemente tive que me desfazer de meus tapetes de fibra sintética e dos kilins, e resolvi vivenciar "uma vida sem tapetes", frase dramática digna de romance, uma experiência que durou menos de um mês. Não consegui. Sentia falta daquele aconchego e de um pouco de estampa e cor em minha vida. A minha casa tem uma base neutra, o que dá aquele link e faz vida são os tapetes, quadros, livros, e objetos. Tirando a maior extensão dessa "vida" que está no tapete, o restante perde todo encantamento rapidinho. Ainda não tinha me passado pela cabeça a idéia de usar o Revolution como tapete, pelo hábito de procurar sempre o tradicional sisal, kilim e nylon. Embora aposte em novidades, em certos assuntos sou jurássica, mas tudo isso começou tomar outros rumos.
Pesquisa vai, pesquisa vem, e nada de achar algo que sobreviva a um pet levado da breca, que merece ser feliz acima de tudo. Pensando nele me submeti `a essa dura prova de ficar sem tapete em casa e no início foi ótimo, eu conseguia ficar despreocupada e ele relaxou, mas claro, depois de um tempinho ... adestramento... cheguei a fazer aulas com a Fulvia Andrade, pessoa incrivel que tenho como amiga, e tomei a sábia decisão de encontrar a liberdade para ele e para mim em forma de tapete; tem que ter um produto, pensei, e se tem eu vou achar.


Numa visita a By Kamy meu amigo Fábio que me atende maravilhosamente há nem sei quantos anos me sugeriu o Revolution, da linha design, que mistura cores e forma desenhos de cair o queixo. Ele me mostrou um modelo geométrico super bacana que me animou. O Fábio decretou: Silvinha, com ele você pode ficar tranquila, dá para lavar com água e sabão, e com isso o território deixa de ser um problema. Bingo! E assim foi, o Yogue se adaptou tão bem que toda hora eu agradeço os fatos que me levaram a repensar o tapete de maneira tradicional. A sala ficou mil vezes melhor, agora tem mais a minha cara, só recebo elogios, ela está mais bonita, leve e luminosa, e finito tempo ruim.
Imagino que muita gente tenha o mesmo problema e fique perdido como eu fiquei até agora. Quem tem crianças em casa, ou quer algo na cozinha ou sala de jantar, ou na casa toda, mas sofre com coisas derramadas e detesta patrulhas como eu, recomendo uma pesquisa sobre o Revolution. Em termos de custo ele regula com um tapete de nylon, é mais barato eu diria, porque o nylon sofre variações de fabricantes, de espessura, de quantidade de fios, trama, essas coisas. Neste link você pode saber mais.
Depois que postei no instagram perdi a conta do tanto de gente que me pediu informações, que compartilho aqui nesta página com muita alegria, já usei em vários projetos sempre como carpete e agora virei fã como tapete, até penso em mais um... tapete!
Namastê!


notinha de sempre:
este compartilhamento de informações não é propaganda comercial de produtos de natureza alguma, aqui estão registradas as minhas experiências no processo da busca por produtos adequados ao meu estilo de vida e às minhas necessidades; aconselho sempre a busca por orientação profissional antes de tudo, consulte um arquiteto essa é a dica!
imagens de acervo e da byKamy, obrigado ao Fábio Gomes, gente muito boa!


 

Comentários