MANTEIGAS VEGANAS, UM NOVO ( CASO DE ) AMOR


Por que o nome manteiga?
Por razões científicas que desconheço, mas imagino que o produto deve ser cremoso, fazer o mesmo papel da manteiga, e se possível conviver pacificamente na mesma mesa - as gorduras do bem estão com tudo e não estão prosa.
Aqui mesmo, há pouco tempo comentei sobre o meu amor pelo tahine e a novidade das manteigas veganas da Bioporã que conheci pela sempre generosa Conceição Trucom.
Estava com tanta vontade de experimentar.
Torci muito para que elas chegassem por aqui, mas ainda não vieram!
Tive um certo receio de pedir online, por sofrerem temperaturas variadas e tempo de transporte, achei que poderiam comprometer o sabor e a qualidade.
Fiz contato com a empresa e depois de receber a atenção devida, o receio se foi.

Iniciei a aventura das manteigas veganas, mas a felicidade começou quando o pacote chegou, via PAC, todo certinho; passei a manteiga de coco numa fatia de pão integral, no meio da tarde, e....
não dá para descrever, é preciso provar.
Depois a manteiga de amendoas cruas, preparadas abre aspas: em equipamento vegano que processa castanhas e sementes, mas não processa soja, glúten e lactose, fecha aspas.
Mais uma felicidade.
Seja muito bem vinda a Biporã e espero sinceramente que muitas pessoas tenham a oportunidade de conhecer e se beneficiar destes produtos de primeira linha.
Comprei as manteigas de coco e de amendoas cruas.
Adorei!
Pretendo comprar os demais sabores no decorrer do tempo.

Uma coisa leva `a outra; imagino que o processo vegano que a empresa cita no site deve ser parecido ( se não for o mesmo ) com aquele extrator de sucos que a gente sonha em ter um ( eu pelo menos sonho...) não é centrífuga, é maquina de sumos...sim, aquela onde a extração é feita por mastigação sem perder nenhum nutriente, serve tanto para sucos como para fazer manteigas....e que pena não vende no Brasil!


Vou torcer, desta vez para esta fabulosa engrenagem chegue até nós.
Comecei falando de manteigas e concluo falando de máquinas extratoras por mastigação, um verdadeiro aliado da saúde e espero poder escrever sobre elas depois de usar em casa, quem sabe um dia!

Uma coisa leva a outra mesmo, eu que sempre quis ouvir o Uirapuru cantar, recebi um link da National Geographic de emocionar, compartilho aqui com reverencia e gratidão pelas maravilhas da natureza e do Criador.
abre aspas: você já ouviu uma música tão bonita que fez você parar tudo o que estava fazendo só para admirá-la? Assim é o canto do uirapuru-verdadeiro. Há quem diga que quando ele canta as outras aves silenciam para ouvir a melodia.... fecha aspas e prepara o coração!
Namastê!




E para concluir com chave de ouro, depois do encantamento do Uirapuru, deixo aquela notinha básica de sempre: aqui não se faz propaganda, escrevo por compartilhar meus bons encontros de manutenção da saúde.





Comentários

Marilia disse…
Nossa,deve ser uma delícia,fiquei curiosa pra provar!
Bj e bom fim de semana,
Marília
sylribeiro disse…
Oi, Marilia!! tudo bem??
prove quando tiver oportunidade, realmente é um escandalo de delicia...e engordativa, rsrs na medida que a gente gosta tanto que come um pouco mais da conta....
beijos!!