SEM SEGREDOS 3: MAIS ÓLEOS FACIAIS


Óleo facial para mim é um milagre. Nunca é demais falar desse produto que faz a minha cabeça e a minha pele há alguns anos... e trago algumas novidades para quem gosta do assunto. O tempo, a experiência e o uso constante depuram algumas considerações que acho importante compartilhar com quem usa ou quer saber mais.
É importante: qualidade e pureza.
É top: consciência alimentar.
Sem hidratação e uma boa alimentação não tem nada que ajude.
O milagre acontece primeiro de dentro para fora.

Um produto pode custar muito e não fazer efeito algum se a parte "de dentro" estiver desidratada, desnutrida e obstruída com produtos alimentícios industrializados, processados, saturados e refinados em geral.
O contrário também: ele pode custar muito pouco e fazer o efeito milagre. Como o azeite, por exemplo. Tem gente que não pode mesmo usar óleo no rosto, mas quem tem alguma receptividade e biotipo pode tentar. E vale a pena repensar os hábitos, isso eu conto por experiência própria; já vivi em tempos onde só de imaginar usar óleo  no rosto me dava arrepios, pensava que ia obstruir os poros, deixar a pele mega oleosa, e outros bichos...mas tudo caiu por terra quando percebi que quem andava pelos caminhos errados era eu com meu sistema alimentar eclético, e poucos cuidados com o dia a dia, na escolha, na limpeza e etc... Hoje isso é passado e cada dia mais viro fã incondicional dos óleos, uso no lugar dos cremes em quase 100% da minha rotina, tanto de dia como à noite. Geralmente eu procuro "sentir" o que a pele anda pedindo, as vezes preciso de um creme, mas isso tem sido cada vez mais raro; outras vezes preciso combinar oleo com creme, e quase sempre me dou muito bem com o óleo puro, não fico martelando num unico produto, gosto de alternar, mas com uma certa constância, por exemplo durante um ou dois meses uso um, depois mudo, como meu pequeno arsenal é variado e eu os deixo dentro do armário para não expor à luz direta, e eles duram...e duram...exceto o óleo de côco que eu deixo na geladeira.

Bons óleos faciais já se encontram por aqui; Welleda, L'occitane, Khiel's, Josie Maran...(marcas que eu conheço e uso, e sim, eu uso os óleos da Weleda no rosto, principalmente o de romã, mesmo não sendo indicado na embalagem).
E quem vai a fundo no assunto e busca ajuda de profissionais espertos, acaba por aprender a fazer seu próprio "blend" com receitas caseiras confiávies, eu amo os preparados da Marise Berg, os óleos da By Samia para os meus preparados seguindo receitas da Marise e o melhor de tudo; no mercado mais próximo tem os "ouros" da boa mesa e da pele também: azeite extra virgem, óleo de coco, de gergelim.
A By Samia tem um blog super bacana. Me lembro de ter comprado há algum tempo o óleo base e os essenciais para fazer meu blend, e junto dele recebi uma tabela com os principais óleos e seus usos, isso foi muito bacana, a informação era tão boa que dizia até para que tipo de pele ele servia, foi daí que tive a certeza que (quase) todo mundo pode usar um bom óleo como complemento de beleza e vitalidade da pele, desde que orientados corretamente. Na loja a gente encontra vários tipos de óleos vegetais para base, o meu é de gergelim, mas lá tem uma boa quantidade de outros tão maravilhosos quanto.

Lá de fora chega mais informação: da I Am Natural Store, a maravilhosa loja online da muito querida e gentil Rossana, que criou a I Am Natural Shop com produtos e perfumes sensacionais (Parvati), e agora com a sua Natural Store traz tudo que é top dos 4 cantos, para a pele e os sentidos, um novo perfume que nem arrisco comentar neste post (Geisha)... por que vou ter que escrever só sobre isso, de tão bom!
Vale muito a pena experimentar (eu atesto!) os óleos orgânicos faciais que a loja recomenda, como por exemplo:
 
Sobre o uso dos óleos faciais, tenho dicas:
As do inicio já valem ouro.
E as práticas: limpe a pele, limpe mesmo!
Se precisar usar cremes ou loções de limpeza faça, mas se possível depois lave com água, e use um esfoliante leve de uso diário, contendo argila (gosto da branca) ou fubá, ou farinha de grão de bico, enxague bem o rosto em seguida para não deixar nenhum resíduo na pele, são eles que impedem a correta absorção dos óleos e ainda obstruem os poros, dando a deixa para aparecerem cravinhos e outros inhos.
Não use óleo como único produto para a área dos olhos, ali é bom que seja algo direcionado para o seu caso, no meu, anti-idade-hidratante-anti fadiga. Não tem sido fácil achar algo desse naipe, orgânico e corretamente elaborado, mas a dica abaixo tem ajudado que o creme dos olhos fique mais eficaz, porisso ando meio desencanada.
A melhor: aplicar o óleo com o rosto levemente umedecido, massagear gentilmente e depois se sentir necessidade, molhe as mãos, enxugue grosseiramente e volte a massagear o rosto, isso é o melhor antiidade que eu conheço!
Namastê!

Atenção  de sempre:
Nunca é demais repetir: este post é fruto de meu experimento pessoal.
Não aconselho ninguém a fazer uso de nada sem a segurança e o aval de um profissional.
olho vivo: cada um cada um... diz meu amigo Marcelo.
Esta matéria não faz propaganda comercial de natureza alguma, aqui estão registradas as minhas experiências no processo da busca por produtos adequados às minhas necessidades.
não vou publicar nenhum comentário que venha de empresas ou vendas.
não sou da área de saúde e nem tiro dúvidas relacionadas a esse tema.
Notinha:
Me perguntaram quais óleos eu uso (estão na foto):
azeite, óleo de gergelim, óleo de côco, kiehl's midnight recovery, óleo de argan josie maran, óleo suti noite, óleo addiction dia-noite, óleo romã weleda; sendo que os três primeiros são da cozinha, os demais são faciais e o último é corporal, mas uso todos eles no rosto, em momentos diferentes do ano, é isso!
E namastê de novo!!

Comentários

Marilia disse…
Nunca usei óleo no rosto, confesso que ainda não tive coragem de provar!
Estou na fase do óleo de amêndoas em função da gravidez!
Bj,
MArília
sylribeiro disse…
marilia se o oleo de amendoas for puro e ( melhor ) organico, ele limpa a pele super bem!! e depois vc molha as mãos e massageia o rosto. Mas antes limpe bem o rosto; o segredo é não deixar nenhuma sujeirinha na pele para receber os óleos, eu tambem nao tinha coragem, hoje confesso nao troco por nenhum outro produto! beijos!!!
Lena disse…
Olá, eu ja adotei os óleos ha algum tempo. Tive muitos problemas com cremes: espinhas, alergias e também tive medo no início. Mas uso a receita da Conceição Trucom(Regenera) e dou uma dica para "iniciantes" em óleos: o óleo vegetal da Granado para bebês. É uma delícia e bem suave.
Um abraço
sylribeiro disse…
Oi, Lena, que bom incentivo obrigado.
Não conheço esse oleo da granado, mas a marca é boa, se for com ingredientes puros, sem refino nem químicas eu acho que tambem vou provar, vou pesquisar. A Weleda tem um óleo de calêndula para bebês, deve ser muito bom, totalmente orgânico. Antes eles traziam um óleo de camomila que era um show, junto com o oleo de amendoas a pele ficava ótima!
É incrivel que muita gente tem receio de usar óleo, entre as quais eu no passado, mas cada vez mais eu tenho certeza que sem uma boa alimentação usar óleo pode além de nao fazer efeito algum trazer todos esses efeitos terriveis que a gente tanto receia... Muito obrigado pela dica, abraços!!