GRÃOS DE FELICIDADE



Grãos de bico, naturalmente.
"Alguns estudos afirmam que o grão-de-bico possui o mesmo efeito que o chocolate na produção de serotonina, com a vantagem de estar livre das gorduras e carboidratos presentes no mesmo, o que conferiu ao grão-de-bico o título de “grão da felicidade”
É o meu chocolate salgado :)))

Eu gosto do grão de bico feito com simplicidade, cozido, bem temperado, e acompanhando vegetais, quando não feitos juntos numa única panela eu gosto do bom e maravilhoso hommus by tahine.
Em 1997, quando iniciei minha orientação nutricional com a Célia Mara ( Garcia ), a primeira coisa que ela me sugeriu foi a introdução do tahine e do grão de bico, juntos ou separados, no dia a dia.
Recentemente a Marise ( Berg ) me passou receitas com grão de bico, e aos poucos eu vou testando e aprovando.
Foi ela também que me deu indicativos sobre os valores nutricionais e o mesmo efeito positivo na produção de serotonina que o chocolate.
E fato: eu diminui espontaneamente o consumo de chocolate.
Antes, consumir pouca quantidade era dificil para mim, eu comia o que via pela frente, até aqueles achocolatados em pó, `as colheradas. Por isso acabei deixando de ter em casa qualquer tipo de chocolate, ou comprando para comer na hora!
Agora encontrei um jeitinho viável: escolho uma manifestação comemorativa por semana para degustar uma boa porção com o coração leve.
Se a cada instante o milagre da vida e da criação divina está diante de nossos olhos, escolher uma dessas infinitas manifestações torna o gesto mais especial que nunca.



Preparar o grão de bico é muito fácil, duro é tirar a pele um a um, além de muito trabalhoso é desanimador, voce deixa um tantão de molho, e quando tira a pele, sobra menos da metade.
Recentemente não resisiti `a tentação de comprar grão de bico cozido no vapor, pronto para consumo de uma marca que já conheço há muitos anos, arrisquei.
Não consegui ainda encontrar o site para saber se durante o processo ele fica de molho, mas quando abro o pacote, levode novo ao cozimento e coloco os temperos para ajudar no processo: cominho, louro, ajwain, conhece?
Muito prazer, sementes de orégano, que dão um sabor de mestre ao grão de bico e tem a nobre função de ajudar a combater os anti nutrientes das leguminosas.
Dica: use muito pouco, uma pitadinha de nada, pois o sabor é marcante e pode comprometer o suave sabor do grão de bico, se usar mais que o necessário.
Tenho me sentido muito bem usando esse grão de bico pronto com meus temperos, espero obter mais informações para consumir com mais tranquilidade, ou deixar de lado, se for o caso.
Além do grão de bico feito em casa, aposto no hummus by tahine do restaurante Arábia, que gentilmente atende minha região há tantos anos no delivery, e de quem sou habitué, sempre no mesmo pedido....hummus, esfiha integral de verduras e suco de tamarindo, eu não enjoo dessa combinação.
Meu grão de bico preferido sempre leva tomates sem pele e sem sementes, acho que combina muito bem, combina tambem com alho e alguma verdura de folha escura refogada.
A Marise me passou uma receita que já fiz e aprovei, nesse dia tive convidados que também aprovaram, principalmente porque o molho que acompanha esse prato é um molho delicioso de tahine, e porque o prato em si é completo, bastando um simples e saboroso arroz integral para acompanhar.
Outro molho bom de tahine que eu conheço e adoro, é o molho tarator, que aprendi a fazer com o livro "Líbano, Impressões e Culinária", que infelizmente se encontra esgotado.
É um livro lindo de se ver se lindo de se apreciar, as receitas são primorosas.
O molho tarator faz parte de uma das receitas que o site do Arábia disponibiliza para baixar em PDF, maravilha.

E como hoje não tem grão de bico, tem a felicidade irmã: chocolate, preview de páscoa, coelhos da lindt. Esse ano procuro o pote de ouro: ovos de chocolate sem lactose nem açucar que sejam deliciosos, se encontrar passarão por aqui.
Coroando uma semana movimentadíssima de manifestações carinhosas: uma publicação num site que admiro tanto, um passeio por um lugar de natureza deslumbrante onde pavões circulam livremente, uma palestra surpreendente com um mestre das artes de repensar o espaço e tudo que o cerca com um sentido especial; meu coração ficou festivo e festa boa com grão de bico e chocolate, é :D
Namastê!

Vou passar abaixo a receita original da Marise, e comentar que eu acrescentei abobrinha ralada e no final do preparo folhas de acelga, ficou um show!
Mantenho a convicção que uma boa receita estimula o seu toque pessoal, você aprende e depois aprimora; ao seu paladar,`a sua conveniência ou necessidade, daí compartilha, outra pessoa faz o mesmo e assim por diante.
Nesse movimento vamos encontrando as deliciosas variações culturais dos mesmos pratos, congris, baião de dois, kichadi, risoto... e cultivando nossos próprios grãos de felicidade na arte de compartilhar.


Grão-de-bico com tomates e hortelã


1 e ¼ de xícara de molho por 1 noite
Caldo de legumes 6,5 xícaras
Azeite de oliva extravirgem 1 colher de chá
Alho picado 1 colher de chá
Ciboulette 1 colher de sopa
Ajwain em sementes 1/4 colher de chá
Cominho em pó 1/2 colher de chá
Tomates cortados em 8 gomos 3 unidades Sem pele e sementes
Hortelã fresca picada 2 colheres de sopa
Sal ¼ colher de chá
Alho ½ dente
Tahine ¼ de xícara ou 50 ml

Preparo


Deixar o grão-de-bico de molho por 1 noite.
Escorrer a água do molho.
Cozinhar o grã-de-bico em panela de pressão por 30 minutos com 4 xícaras do caldo de legumes, o ajwain, o cominho e um fio de óleo ou azeite.
Para o molho, bater o alho, o tahine, ½ xícara de caldo de legumes e ¼ de colher de chá de sal no liquidificador e reservar.
Numa frigideira, saltear o alho, a ceboulette em azeite por 1 minuto em fogo baixo.
Juntar o tomate e a hortelã e cozinhar em fogo médio com a panela tampada por 5 minutos ou até o tomate começar a desmanchar.
Acrescentar o grão-de-bico com o caldo do cozimento e o caldo de legumes restante e cozinhar em fogo baixo com a panela semitampada por 30 minutos.
Juntar o molho de tahine, a hortelã e o sal restante.
No final do cozimento, se quiser engrossar o grão de bico, retirar 2 conchas, bater no liquidificador e devolver à panela.


Créditos
Todas as imagens são de acervo pessoal.
As fotos do livro Libano, Impressões e Culinária eu fotografei meu próprio exemplar, torcendo que volte `a edição para alegria dos leitores.
A foto do ajwain eu tirei daqui
Marise Berg voce lê aqui
Célia Mara Garcia muito querida, meu sempre renovado agradecimento.
Restaurante Arabia aqui
Casa de Valentina, aqui
A frase de abertura sobre o grão de bico eu li aqui

Comentários

Cupcake Brasil disse…
adoro grao de bico...esse eu nao vou deixar de preparar!!!
sylribeiro disse…
é muito bom!!!!
Marilia disse…
Nossa que delícia este post!Me deu água na boca!
Adoro grão de bico e hammus! É incrível os benefícios deste alimento e o sabor único!
Adorei a receita!
bj,
Marília
P.S Nunca provei chocolate sem lactose, será que é bom?
sylribeiro disse…
procure uma marca chamada STELLA, é um chocolate tradicional da Europa, e eles tem uma versão sem lactose, com flocos de arroz que é de ajoelhar e rezar de tão bom! beijos