BOLINHO ( BURGER ) DE CENOURA COM AMARANTO




Bolinho ( burger ) de cenoura e amaranto

Foi uma das receitas que a Marise ( Berg ) me indicou para minha rotina ficar mais charmosa e nutritiva.
E deu certo, porque é fácilimo de fazer, leva pouquissimos ingredientes, não tem leite, nem farinha, nem fermento, é ultra leve, e saboroso demais.
O amaranto é muito bom para o meu biotipo, e tem um sabor muito suave, bem mais que a quinoa.
Segundo ela, o amaranto é um pseudo cereal, irmão da quinoa, rico em proteínas, calcio, zinco e fósforo, fibras solúveis e acidos graxos insaturados.
É originário da América do Sul ( estamos em casa ), tem sabor doce e adstringente, com potência quente, indicado para Vata e Kapha, ocasionalmente para Pitta.

Esse bolinho foi uma surpresa e tanto.
Primeiro pela facilidade com que se prepara, pela simplicidade dos ingredientes, e pelo resultado final, tanto em aparência como em sabor.
Fantástico é dizer pouco.
Delicioso, a cenoura que fica no meio termo entre crua e cozida faz um croc croc muito bom, e a receita que ela manda fazer em dois hamburgeres, eu fiz em 5 bolinhos menores.

A única dificuldade que tive, e foi pequena, aconteceu na hora de virar o bolinho na frigideira.
Esse bolinho deve se sustentar por mágica, não tem leite, não tem ovos, nem fermento, nem farinha ( eu pelo menos não usei ), e na hora de modelar pensei, " isso vai desmanchar inteirinho na frigideira", então tomei cuidado redobrado para pelo menos não passar vergonha.
E deu certo, ele ficou um pouco esfarelento no inicio, mas no final eu consegui dourar dos dois lados e tirar ele sem desmanchar.
Aleluia!
Usei ghee e ele dourou bem suavemente sem encharcar, depois de pronto eu coloquei um papel toalha por cima e absorveu quase tudo, deixando ele sequinho e brilhantemente saudável.

O motivo era fazer uma receita que ficasse linda para enfeitar o meu novo jogo de jantar, um verdadeiro achado numa dessas ótimas lojas da cidade, a Benedixt, que veio para casa junto do passarinho-molheira, outra fofura.
O jogo de jantar estava exposto na prateleira com um prato faltando, porisso o valor era tão possivel que eu nem pensei duas vezes.
Naquele instante só me lembrei que o meu antigo jogo de louça branca completou 19 anos esse ano, e de lá prá cá me restaram 3 pratos fundos, 2 rasos, 4 de sobremesa e nada mais.
Visitas aqui faziam rodizio para comer, mas essa louça quebrou todos os galhos durante tantos anos, que o destino para ela não poderia ser melhor a partir de agora, devidamente embalados, já foram fazer alegria em outro lar.
E namastê!

Esse novo aparelho ficou tão harmonioso com tudo que tem na casa, que se eu tivesse planejado a compra dele de caso pensado não teria dado tão certo como deu.
E depois, o que é um prato a menos, bobagem...
Já o caso do passarinho-molheira foi diferente, primeiro eu vi, amor instantâneo, mas não comprei. Passado alguns dias, fui `a loja para fazer uma troca e fui pensando nele, se ainda estaria por ali, e não é que a mágica aconteceu? A troca rendeu ele e os pratos.
Na verdade o nome do potinho é lily-bird, da Alessi, que tem objetos super divertidos para a casa. É uma molheira para shoyu, coisa que não uso aqui, mas uma hora vou colocar algo na mesa para servir, ele combina com tudo e tudo se combina no todo. Passarinhos são especiais em qualquer ocasião, principalmente para nos lembrar o milagre da vida.
Comigo funciona assim.











Para acompanhar os bolinhos de cenoura e amaranto, caprichei: arroz integral com cúrcuma e passas, batatas doce e cebola assadas com azeite e alecrim, e ovos com tomate e espinafre.
E não poderia deixar passar o sorbet de cacau /que fiz esses dias, a receita é deliciosa.
Tirando a aparência dele estar mais para o liquido por conta de eu ter deixado muito tempo na temperatura ambiente, o gosto é especialmente bom.
Simples assim.

Valeu Marise, as receitas estão surpreendendo.
Valeu o "olho" clínico do acaso, para encontrar esse jogo de jantar tão alto astral, num daqueles momentos felizes de se estar no lugar certo na hora certa. E valeu o sonho de trazer o shoyu-bird para este lar, cheio de asas.
Namastê!



BURGER DE CENOURA E AMARANTO!

por Marise Berg

Ingredientes
Cenoura 75 g – ½ unidade ralada finamente ( usei uma cenoura inteira )
Amaranto em flocos 40 g – 2 colheres de sopa
Salsa 30 g – um punhado picada
Farinha de trigo 1 colher de sopa ( eu usei farelo de aveia )
Coentro em pó 1 colher de chá
Sal ¼ colher de chá
Azeite de oliva ½ colher de chá ( usei um pouco mais )

Preparo
Misturar todos os ingredientes.
Separar o conteúdo em 2 partes.
Com as mãos modelar a massa até dar forma de hambúrguer.
Fritar em frigideira antiaderente com um fio de óleo. ( usei ghee )

Rendimento: 2 hambúrgueres de 60 g cada e 132 Kcal cada.

As imagens são do meu acervo pessoal, e o lindo livro sobre o Rajastão foi uma dica preciosa da Karin Fromm lá no Facebook, que eu vi na livraria da Vila, o livro é uma maravilhosa benção!

.

Comentários

dina disse…
Linda louça e lindo hamburger!
Dina
sylribeiro disse…
Dina, quase vc consegue provar não fosse eu ter comido tudo! bj
Marilia disse…
Nossa, que ótima receita! Vou tentar provar fazer com soja, pois infelizmente não sei se há aqui em Zagreb amaranto, e muito menos como se chama!
Bjs e parabéns pela louça, linda!
Marília
sylribeiro disse…
Oi, obrigado Marilia!
Ah procure outro cereal que não seja a soja, sera que não encontra algum que tenha uma produção regional, ou aveia, pode ser tambem.
A soja eu nao recomendo.
Ai por perto não tem o farro, um cereal super levinho, ou cevadinha???
Pesquise e use cereais da região, me conta o que achou por ai???
beijos
Juliana disse…
Olá Silvia! Acompanho seu blog há algum tempo e adoro (principalmente os posts sobre ayurveda)! Vc pode me dizer o nome do livro sobre o Rajastão que vc mencionou? Fiquei curiosa. Estou planejando ir à Índia no início de 2012 para passear e estudar ayurveda e seria bom ler um pouquinho sobre o país antes. bjs
sylribeiro disse…
Ai que delicia ir para a India! estudar ainda....que maravilha Juliana.

O livro sobre o Rajastao é bem um livro de arte, com imagens maravihosas, eu comprei na livraria da Vila, por indicação da Karim Fromm. Nem preciso dizer como adorei.

Se vc quer ir a India seria super legal conversar com quem ja esteve la, estudou, como a Maisa Misiara, minha medica ayurveda, a Marise Berg, nutricionista e a Flavinha Maimoni, prof de yoga, elas foram e poderiam te dar otimas dicas, se vc vive em SP e tiver facilidade entre em contato com elas! ( Citara Saude, + paginas proprias, todos links vc acha aqui )

O livro, da Livraria da Vila comprei na Fradique Coutinho, 915
(11) 3814-5811 e se vc quiser ver pela internet o titulo dele é RAJASTHAN / Pauline Van Lynden, pela Assouline...boas vibes para vc!

namastê! se puder ser util em mais alguma coisa conte comigo! abraços e obrigado pelas visitas!
Juliana disse…
Eu acabei descobrindo o seu blog através do blog da Carol Daemon (e o dela através da Sonia Hirsh rs) e venho acompanhando deste então. Seus posts são feitos com muito capricho. Obrigada pela dica do livro, Silvia! É sempre bom poder entrar em contato com o país através da leitura, como preparação. Vou começar a ler um livro do Paul Theroux, que é um relato de viagem na Ásia, passando pela Índia.
Tb acho que seria bom ter uma orientação sim de quem já foi, mas eu moro no Rio. Talvez se surgir uma oportunidade de ir à SP, valha a visita. Me diz uma coisa, a sua médica Maisa tb trabalha com a parte alimentar ou o indicado para isso seria a Marise? De repente, se melhor trocar uma ideia com elas antes por email, não sei. Silvia, vc usa algum livro de ayurveda para te inspirar nas receitas? Eu ainda acho difícl "abrasileirar" as receitas ayurvédicas.rs abraço!
sylribeiro disse…
Olha que bacana, essa corrente de blogs é o maximo ne?

Seria interessante vc tentar um contato "ao vivo" com a Maisa ou a Marise, porque elas tem tanta riqueza para te passar, que vale uma consulta.

A Maisa é medica, a Marise nutricionista, mas ambas tem bagagem afetiva suficiente para te dar uma força necessária, a Flavinha então, a professora de yoga e terapeuta ayurveda, sabe tudo de ervas e outras coisas, é maravilhosa.
Vale uma visita quando vc puder.

Eu recebi da Marise um "calhamaço" de receitas, de combinações possiveis, de alimentos que me fazem bem, e tirando o ajwain, que suei apra conseguir o restante a gente encontra aqui na boa, a base é curcuma, cominho, coentro, gengibre, isso tudo é mt facil de encontrar aqui.

Ah e eu "abrasileiro" as receitas mesmo, geralmente usando o que tenho em casa na hora...rsrs as vezes da certo, as vezes não....

Eu tambem me oriento no blog Sala de AYurveda, da Daiane, que foi por onde eu iniciei toda essa paixão por esse tratamento tão afetivo que é o ayurveda.

A Daiane tem um blog muito completo e sempre esteve disponivel para trocar informações, tanto que me animei a experimentar o ghee que ela faz, e te confesso não quero outra marca, de tão gostoso, e vem de Santa catarina...ela faz outras coisas otimas tambem, vai dar uma olhada na pagina dela para vc ver que beleza.

COincidentemente, depois de fazer contato com ela, descobrimos que ela conhecia a Maisa, da India mesmo! Na ocasião eu ainda não me tratava com a ayurv. eu so fazia homeopatia com a Maisa, e depois passei a usar todos os beneficios das duas artes de cura.

Acho sensacional essa troca, fraterna. e se vc precisar de mais alguma coisa que eu possa ajudar me contate!
sylribeiro disse…
Ah, esse livro do Paul Theroux um amigo leu tambem quando fez uma viagem enorme para a asia, ele disse que foi fundamental essa leitura!
sylribeiro disse…
E na ayurveda, pelo pouco que aprendi, os alimentos e as práticas terapeuticas é que são os remedios, a Maisa é medica com varias especialidades, e a Marise trabalha com terapias e nutrição, a Flavinha é terapeuta, psicologa e professora de yoga...
Juliana disse…
Pois é, eu penei para achar assafétida aqui no Rio, por exemplo. Eu tenho um livro de receitas chamado A Life of Balance da Maya Tiwari, que é muito bom, mas só funciona na base da adaptação porque aqui não encontramos os ingredientes. Mas quando eu for à Índia, vou trazer um mini-mercado na mala. rs Obrigada por todas as dicas. Vou tentar pedir o ghee que vc recomendou e depois te conto. Eu tentei fazer ghee aqui em casa e foi uma bagunça só!rs bjs
sylribeiro disse…
O meu ghee tambem ficou sofrivel, e acabei detonando um pacote de manteiga organica....o ghee da yamuna ( daiane ) é maravilhoso mesmo, recomendo!

assafetida aqui achei muito facil vc conhece a empresa BOMBAY? aqui em SP eles tem todas as especiarias possiveis e imaginaveis, tem lojas proprias, e tambem vendem pela web! ali tem tudo que vc pode imaginar...
http://www.bombayfoodservice.com.br/
o ajwain eu achei ali, por encomenda.

as especiarias são fresquinhas, de altissima qualidade, precisa ver a curcuma dali, perfuma todo ambiente, sensacional, abs
Juliana disse…
Oi Silvia. Não conhecia a Bombay não. Entrei no site e realmente há muita variedade. Acho que vou precisar ir a SP na próxima semana e vou aproveitar para marcar uma consulta com a Marise. Me diz uma coisa, em ambas as consultas (da Marise e da Maisa) é feito o diagnóstico do dosha do paciente e a partir daí é sugerida fitoterapia e dieta? Também encomendei 2 ghees da Daiane e queria te perguntar quanto tempo o seu durou. Quanto tempo será que dura fora da geladeira sem abrir? Tb vou pedir para a Daiane fazer um potinho de massala para levar na bolsa. Obrigada por todas as dicas! bjs
sylribeiro disse…
Juliana, a Marise esta de viagem marcada...para a China, hj me comuniquei com ela e soube da novidade, entra em contato com ela se vc pretende mesmo fazer uma consulta, mariseberg@hotmail.com, ok?

bem o ghee dura muito tempo, ainda mais no inverno ele fica solidificado! aqui em casa eu uso media de 3 vidros por ano, e compro tudo de uma vez, porque o ghee a gente não usa e abusa, tem uma medida para cada dosha, e vc vai ver que ele fica cada dia mais saboroso...

A Maisa é médica, e me atende desde 1997, e quando iniciei com a Marise já fui com muita bagagem, ela me orientou a usar melhor as vantagens de ser vata predominante, como é o meu caso, e me ajudou barbaridade a comer e fazer coisas que me trazem paz...recomendo, mas corre senão só quando ela voltar!

A Flavinha, minha professora de yoga tambem é terapeuta ayurveda, se precisar do contato te passo, ok

Eu usei a massala da Daiane, deliciosa, usei ate acabar a ultima pitadinha!

Boa viagem para Sao Paulo se vc for a loja da Bombay, vai pirar!
bjos
sylribeiro disse…
Respondendo um pouco amadoristicamente sua pergunta, a consulta ayurveda eu creio que o processo de indicação de terapias e dietas deve passar por um medico antes, se não me engano, agora para saber os alimentos e procedimentos adequados para o seu dosha uma consulta com um terapeuta creio ser suficiente, se eu estiver enganada me perdoe, eu nunca fiz uma consulta ayurveda "pura", como a Maisa é a minha homeopata ( ela e outros medicos a quem recorro tambem ), e como nos nos conhecemos há tantos anos, uma coisa completa a outra.

creio que uma consulta ayurveda purinha deva ser sensacional! abraços
Juliana disse…
Oi Silvia! Eu falei com a Marise por email e só vai dar para fazer uma consulta quando ela voltar em agosto. Mas tudo bem, enquanto isso, vou acompanhando as receitas que vc colocar aqui (rs) e arriscando alguma coisa do livro da Maya Tiwari. Aliás, fiquei sabendo que ela vem ao Brasil este ano. Se vc tiver oportunidade de participar de algum workshop, deve valer a pena. Eu devo ir a algum aqui no Rio. Vc encontra informações aqui https://www.facebook.com/event.php?eid=137505132991141 e aqui http://yogapelapaz.blogspot.com/2011/05/viver-em-ahimsa-lei-da-nao-violencia.html Obrigada! bjs
sylribeiro disse…
Ah que legal vou ver esse link!

Que pena, sua consulta com a Marise, provavelmente sera no mesmo tempo que a minha, eu tambem queria ir na proxima semana, mas peguei uma gripe tão forte que adiei tudo que tinha marcado esses dias.

Ela me passou uma auto-massagem facial, eu queria testar primeiro com ela para depois seguir em frente, ah paciencia, vai ter que ficar para depois da sua volta, e vira com muito mais bagagem, o que sera otimo!

Meu arsenal de receitas auyrvedas esta no finalzinho, mas as receitas do dia a dia, temperadas com as especiarias e as ervas `a moda estão sempre presentes, sabe quem tem boas receitas com especiarias?

A Pat Feldman, do delicioso "criancas na cozinha", ela segue a nutrição tradicional, com ela eu aprendi muita coisa, inclusive como incrementar um arroz com gengibre e cardamomo, fiz e ficou delicia!

Voce precisa mesmo saber o que te faz bem e combinar os alimentos para a refeição conter os nutrientes necessários, isso é o fundamental, depois combinar dois com dois a sua moda, isso rende!!!
Grande abraço!!!
Juliana disse…
Ah, eu tb sou fã do blog da Pat, apesar de não ter entrado recentemente. Como vc falou, é uma troca legal de ideias. Silvia, vc sabe qual dia de agosto a Marise volta? Eu liguei para a Citara anteontem, mas eles não sabiam. Melhoras para vc! Se aqui no Rio está frio, imagino aí em SP. Este tempinho sempre favorece uma gripezinha. bjs
sylribeiro disse…
Ah infelizmente não sei quando ela volta!!!

Mas agosto ainda está longe ne, quem sabe vc nao se consulta com outra pessoa e depois complementa com ela, ou vice versa.

O legal de um tratamento holisitico, amplo, complementar, é que a gente nunca fica atrelado a uma pessoa só, pelo menos para mim isso traz tranquilidade.

Quanto mais gente legal conseguirmos reunir no caminho melhor ne...

beijos