CEBOLA `A MODA

Quando o vento da mudança caminha em direção a um ser do ar, pouco resta fazer a não ser revisar os motores, preparar a bagagem e unir coragem e paciência para os momentos que antecedem uma decisão.
Para quem sente um certo estranhamento os vata ficarem tento tempo parados no mesmo lugar, partilho uma lição que aprendi: temos tudo de todos os doshas, em menor ou maior grau.
Aconteceu comigo, mais vata, permanecer no mesmo endereço muito tempo, pela necessidade interna de criar um porto seguro para outras mudanças aflorarem.
Tudo faz sentido e tudo é perfeito aos olhos de Deus.
E aqui é um paraíso.
A região pipoca cada vez mais com arquitetos, amigos e colegas que se encontram o tempo todo, tem primos e conterrâneos que adotaram a região bem antes de mim, amigos antigos e amigos recentes, serviços variados e transporte generoso.
É tempo suficiente para afetos se consolidarem, e também para as conveniências da região mostrarem as razões desse ancoramento ter sido um sucesso.
`A margem de tanta coisa boa convivo com uma dose de sacrifício, que é o fato ser despertada sistematicamente com barulho muito tarde da noite e que não me deixa dormir direito, como se deve; me dei conta que alguns hábitos só se modificam em circunstâncias adversas ou similares. Que maravilha se isso acontecesse pelo mais nobre de todos os motivos, por sentimentos fraternais de amor ao próximo.
Por graça divina, hoje observo os acontecimentos com outro olhar, a sabedoria do universo conspira para a gente trabalhar mais o nosso desapego e abrir as portas para o novo.
Por um tempo, junto com o sofrimento do barulho noturno fiquei sem enxergar outras possibilidades, queria mas não queria sair daqui, até que final de dezembro fui passar uns dias num condominio, e tive revelações surpreendentes acerca do bem viver, da (boa) educação alheia, e aleluia, despertei e vi que existe vida além do reino, apelido carinhoso que criei para a pequena confusão geográfica onde moro.
Para uns, Santa Cecília, Vila Buarque, Consolação, Higienópolis.
Uso a designação do CEP, aqui é Vila Buarque e brinco que estou nos domínios de dona Veridiana, no condado de Santa Cecíla, reino de Higienópolis.
Pronto.
No condominio, me acabei de tanto dormir bem, tomei sol, fiz ginástica, andei, e cozinhei muito para as visitas que por lá passavam.
Inventei uma comidinha de emergência logo no dia que lá cheguei e deu tão certo que já repeti duas vezes aqui para testar e incrementar.

Com cebola!











Cebola, que eu sempre gostei mas nunca fui tão fã como sou do alho, e que não sei muito bem porque tenho usado e abusado na comida ultimamente.
Esse paladar novo apareceu de repente, como o vento da mudança, porisso eu adiciono `a cebola a propriedade de trazer coragem em seu vasto glossário de benefícios.
Nutricionalmente e homeopaticamente existe um bom motivo para um desejo de consumir um determinado alimento, mas aqui não vem ao caso.
Cebola tem poderes mágicos, só pode ser, eu acredito nisso e dou fé!
Minha médica liberou o consumo, desde que não crua, e ótimo, crua eu não gosto mesmo, então vou inventar modos e maneiras de comê-las cozidas ou assadas.

Cebola `a moda: para trazer coragem,


O prato que acabei de batizar tem muitas outras delícias também, mas ele foi criado para valorizar a coragem e a cebola.

Uma ou duas cebolas bem grandes ( nem preciso reforçar aqui que tudo é organico.....) cortadas em gomos.
Um pedaço de gengibre pequeno, cortado como se fosse alho, muito picadinho
Um pouco do tempero Jatobá de alho ( ou alho amassado com sal marinho )
3 ou 4 damascos cortados em tirinhas
Refogar tudo em ghee, e deixar bem tostadinho









Colocar um fio generoso de mel de agave sobre esse refogado, mexer bem e acrescentar
2 ou 3 cenouras cortadas como pontas de lápis.
Temperar com esta massala: cominho, coentro, erva doce, cúrcuma, manjericão e orégano
Tampar e deixar a cenoura no próprio vapor cozer lentamente, se precisar, pingue algumas gotas de água e volte a tampar a frigideira.
Demora uns 15 minutos até ficarem macias.









Em outra panela, rasgar folhas de escarola, refogar com um pouco de ghee até ficarem docinhas e de cor verde escura.
Cozinhar `a parte macarrão orgânico integral ( usei Baronia )

Na mesma frigideira do refogado das cebolas, incorporar o macarrão cozido até ele temperar, e pegar um pouco da cor da massala.
Tá pronto, ou quase.

Montagem do prato:
Colocar a cebola com o macarrão, por cima a escarola cozida, regar com um bom azeite crú, e tchan, generosas lascas de pecorino romano, é a glória!










Parece um yakissoba, parece um kitchari, mas para mim é o manjar dos deuses.
Os bons ventos da mudança recebendo as oferendas para o ano e seus bons propósitos.
Bon apetit!












Cebola!
Allium Cepa, seu nome científico.
A cebola possui importância simbólica em algumas culturas e cultos espalhados pelo mundo.
Ramakrishna compara a estrutura folhada do bulbo, que não chega a nenhum núcleo, à própria estrutura do ego, que a experiência espiritual debulha camada por camada até a vacuidade.
A partir daí nada mais constitui obstáculo ao espírito universal, à fusão com Brama.
No plano mágico os egípcios se protegiam de certas doenças com hastes de cebola.
Os latinos, segundo Plutarco, proibiam o uso do bulbo, porque acreditavam que ele crescia quando a lua diminuia.
Quanto ao cheiro, provocava um sentimento de força vital.
Virtudes afrodisíacas lhe são igualmente atribuídas, tanto por sua composição química quanto por suas sugestões imaginativas.
Cada 100 gramas de cebola (Allium cepa) contém:
Calorias - 33 kcal
Proteínas - 1,5 g
Gorduras - 0,3g
Vitamina A - 125 U.l.
Vitamina B1 (Tiamina) - 60 mcg
Vitamina B2 (Riboflavina) - 45 mcg Vitamina B5 (Niacina) - 0,15 mg
Vitamina C (Ácido ascórbico) - 10 mg Potássio - 180 mg Fósforo - 45 mg Cálcio - 35 mg Sódio - 16 mg Silício - 8 mg
Magnésio - 4 mg
Ferro - 0,5 mg

Propriedades das cebolas
Flavonóides
Os flavonóides apresentam efeitos potenciais como anti-oxidantes, antiinflamatório, protetor cardíaco, analgésico, anti-alérgico, anti-câncer, anti-diabético, anti-úlcera, entre outros.
Sob o aspecto do efeito anti-oxidante que pode ser explicado pela doação de um átomo de hidrogênio para os radicais livres, formando novos tipos de radicais livres que não são tão reativos quanto a espécie inicial. Esses radicais desempenham papel importante como, por exemplo, no combate aos microorganismos invasores
Quercetina
Quercetina é um flavonóide amplamente distribuído no reino vegetal. Trata-se de um composto polifenólico presente naturalmente em vegetais como maçã, cebola, chá e em plantas medicinais como Ginkgo biloba, Hypericum perforatum.
Atividade antioxidante
Entre as principais ações da quercetina destaca-se o seu poder de remover os radicais livres, exercendo um papel citoprotetor em situações de risco de dano celular. A quercetina demonstrou inibir in vitro a oxidação da lipoproteína de baixa densidade (LDL) por macrófagos e reduzir a citotoxidade da LDL oxidada. Junto com a vitamina C, a quercetina demonstrou efeitos sinérgicos na função antioxidativa. O ácido ascórbico age como um redutor da oxidação da quercetina, de maneira que combinados, a vitamina C permite uma sobrevivência maior do flavonóide para cumprir suas funções antioxidativas. Por outro lado, a quercetina protege a vitamina E da oxidação, com a qual também apresenta efeitos sinérgicos.
Atividade cardiovascular
A mesma propriedade antioxidante descrita anteriormente é suficiente para reduzir o risco de morte por doenças e danos cardíacos. Neste sentido, a quercetina demonstrou diminuir a incidência de infarto do miocárdio e derrames cerebrais em pessoas da terceira idade. As populações que consomem produtos ricos em quercetina estatisticamente apresentam menores riscos de afecções cardiovasculares.
Atividade antiinflamatória
A ação antiinflamatória que muitos flavonóides possuem relaciona-se em parte com as enzimas implicadas no metabolismo do ácido araquidônico. No mecanismo antioxidante sobre a peroxidação lipídica da quercetina, está envolvida a via do ácido araquidônico o qual implica uma atividade antiinflamatória paralela.
...tem mais aqui


imagens
acervo pessoal, destaque para as matrioskas abençoando o prato pronto, lindas, presente da Tutu.
cebola: LINK
Baronia: LINK
info:
O PECORINO ROMANO
é um queijo com mais de 2000 anos, de massa dura, curado, de coloração branca e sabor forte.
Possui DOP (Denominação de Origem Protegida) e é regulamentado pelo "Consorcio per la tutela del formaggio Pecorino Romano".
País de Origem: Itália
Região de Origem: Sardenha
Matéria Prima: Leite de Ovelha
Tempo de Cura: 5 a 7 Meses
Conservação: Mantenha Refrigerado entre 3°C e 7°C
Validade: 240 dias


mais cebola AQUI
mais cebola AQUI
BIKE, AQUI
JAPA MALA AQUI
SANDALIAS DE BORRACHA ótimas para acabar com o incômodo dos passos pesados, ideal para os pisadores noturnos, um simples hábito saudável e que pode trazer paz para quem vive andar abaixo, não é o máximo? não custa quase nada, e quem não desenvolveu esse ( bom ) hábito ainda não tem idéia do bem que está deixando de fazer.
3, 2, 1... Namastê!

Comentários

Curiosa a restrição à cebola crua. Eu tomava gazpacho q minha barriga ficava imensa, tirei a cebola (crua) e a receita ficou ótima.
Amei a receita do macarrão com escarola acre-doce, perfeito!
sylribeiro disse…
pois é, restrição `a cebola crua total!
meu primo no entanto come uma todos os dias e se mantem otimo, se eu fizer isso não vai dar certo!
a receita é soberba, facilima e propicia para o verão, achei refrescante na medida, e quentinha suficiente para nutrir o organismo, bjos
Marilia disse…
Gostei muito de saber mais sobre a cebola e achei muito boa a receita! Vou tentar adaptar com os legumes que tem aqui!
Viva a cebola e o bem-estar onde quer que estejamos!
Bj,
Marilia
sylribeiro disse…
Cebola é tão gostoso! Dizem que quando a gente usa alho deve evitar usar a cebola para não acumular os principios que são parecidos, ouço isso desde sempre, e as vezes eu sigo essa regra, as vezes não. Mas quando eles entram juntos no mesmo prato, um deles vem em minimas quantidades, ok?
beijos e obrigado!