TORTA DE QUINOA, GINGER ALE E TUDORS

Na rua: chuva.
Na geladeira: damasco, alho, cebola, ovos, quinoa em flocos, um pedaço de pecorino, salsinha.
Fora da geladeira, sementes de abóbora do Santa Luzia que eu triturei aqui, castanhas de caju bem picadinhas de lá também e o ghee maravilhoso recém chegado lá da terra da Daiane, do Sala de ayurveda.
Bingo!

Já levantei com segundas intenções, tanto que logo cedo coloquei a quinoa de molho no soro de iogurte para fazer alguma coisa que ainda não sabia o que, talvez mingau...
Quando vi o que tinha disponível para o almoço eu me lembrei da torta de salsinha que a Tutu postou no blog dela, depois eu aqui, `a minha moda, e hoje rolou um bis com a mesma inspiração.
O resultado foi uma torta`a moda da moda, só a salsinha fez parte do original.
Mas a essência estava ali inteira.
Caprichei tanto e deu certo - ficou muito, mas muito saborosa.





No vidro, o fabuloso Ginger Ale caseiro, receita da Pat Feldman, que aqui em casa virou uma grande iguaria.
É tão gostoso que parece champagne, as visitas piram quando ofereço um copinho para degustar e muitas já copiaram a receita do site da Pat.
Eu vou publicar aqui mas recomendo, leia o post original do site, que ela conta mais sobre essa bebida preciosa.
Naturalmente lacto fermentada pela ação do soro do iogurte, esse super Ginger Ale faz maravilhas ao paladar e a saúde.
Quando alguém que já provou anteriormente me visita, geralmente a segunda pergunta é: e aquela bebidinha de gengibre? ainda tem?
















Para atravessar a tarde chuvosa a série da primeira e segunda temporada Tudors.
Sou fã sobretudo por Thomas More.
Já começou a quarta e última temporada na TV, mas o que eu gosto mesmo são das duas primeiras, tanto que meu amigo Evadrem me emprestou os DVDs e eu já vi e revi algumas vezes, creio que vai demorar para ele tê-los de volta...

Ginger ALE da PAt Feldman / LINK para o post original

Ingredientes:
3/4 de xícara de gengibre muito fresco, descascado e ralado ou cortado em pedaços muito pequenos;
1/2 xícara de suco de limão fresco
1/2 xícara de rapadura ralada (ou mel, ou melado)
2 colheres de chá de sal marinho
1/4 de xícara de soro de iogurte fermentado
2 litros de água filtrada à temperatura ambiente

Modo de Preparo:
Coloque todos os ingredientesnum pote alto com tampa e mexa muito bem.
Tampe e deixe à temperatura ambiente por 2 a 3 dias e depois transfira para a geladeira.
Coe na hora de servir.
Você também pode servir o ginger ale diluído em água com gás.








Torta de Salsinha / LINK para o post original da TUTU

e abaixo o bis: TORTA `a Moda da Moda
no recipiente de louça mistura:

quinoa em flocos que ficou no molho do soro de iogurte, usei meia tijelinha de sopa de quinoa, com a agua e o soro hidratou e completou o restante.

salsinha picada usei tudo que tinha, era bastante, deu um pote daqueles que se compra no mercado e já vem picadinha.

ovos: as gemas, usei 3 pequenas

semente de abobora triturada, tipo encher a palma da mão

castanha de caju triturada, idem acima

ghee, duas colheres de sopa

cúrcuma, uma colher de café

erva doce, uma colher de café

green salt, uma colher de café

sal, quase nada

alho, 5 dentes em média
cebola, 02 pequenas
damasco, 8 ou 9
queijo pecorino, um pedaço que cabia em uma colher de sopa
( estes quatro eu processei no mixer para ficar bem picadinho )

na torta original da Tutu vai fermento em pó mas eu não uso.
as claras em neve mistura por ultimo delicadamente, confesso que nao tenho paciência de esperar as neves se formarem.
forma untada com ghee também.

forno pré aquecido e bem baixinho deixa assar lentamente, de quando em quando pode aumentar um pouco e depois voltar ao mínimo.

PS
Essa torta é muito leve, digestiva e eu uso como prato único.


Rosa de TUDOR / LINK
Tudors / LINK
Thomas More
Blog da Pat, Blog da Tutu, Evadrem, mil obrigados



Comentários