O BEM TE VI E SEU PÉ DE BOLINHA



Eu amo todos os passaros e os bem te vis estão entre meus prediletos, eu vejo neles um "algo mais" que me deixa contente só de olhar.
Que design aerodinâmico, arrojado e perfeito que Deus fez para essas aves, o desenho das penas do formato da cabeça esconde os olhos, e segue o bico, tudo na mesma cor, para parecer que eles são muito maiores que são.
Para mim essa perfeição só pode ser porque eles são extremamente frágeis e assustados.
Morrem de medo de qualquer barulho, movimento e ate pensamento...

Nossa area tem sido habitada por uma familia, são 4. Eles moram no alto do predio vizinho, e sei que a comida daqui é essencial para a sobrevida deles. As vezes eles vem juntos na maior harmonia, os 4, e as vezes vem na maior briga tambem. Para tentar minimizar esse conflito comecei a colocar a comida em duas tigelas, pois aqui também vem outros amados pássaros que e a comida tem que ser para todos. A familia de bem te vis tem sido uma atração `a parte, pois quando eles estão inspirados, eles dão um show para as visitas da casa, que ficam maravilhadas com a amistosidade deles no peitoril.

Um dos bem te vis desse grupo me cativou, desde que começou bater o bico na janela pedindo comida...já registrei ele aqui neste post.
Ele vem todos os dias no mesmo horario, de manhã, as 7 e 18 pontualmente e tem uma pequena mancha de penas marrom a mais proximo ao pescoço, porisso mesmo de longe sei quando ele esta aqui.
Justamente esse, outro dia levou a pior numa briga, e a pata se quebrou.
Eu percebi porque ele mal conseguia se equilbrar na borda da tigela para pegar as frutas, e com jeitinho consegui ver de perto o estrago. Por isso, eu tratei de facilitar, aumentando a quantidade de alimento na tigela, para que ele nao precise se equilibrar na borda, e possa comer melhor.
Mas ele ficou muito mais assustado que antes, e até um passarinho menor o afronta.
Ele vem, mas ao menor movimento ele se vai, fica muito alerta tambem quanto aos outros, para nao ser atacado de novo, voar até aqui é uma jornada exaustiva para ele, e sua saude esta debilitada.
Eu tambem me mantive alerta para velar por sua segurança aqui no peitoril, e com alegria percebi que em poucos dias, graças a sua energia mágica, a massa de dedinhos disformes formou uma bolinha, quase um pezinho, e ele começou a andar melhor e se equilibrar bem, comer bem, sobre na tigela e parece que voltou a frequentar o bando.
Fiquei muito contente.

Esses ultimos dias entretanto fez muito calor e abri toda janela mas deixei a cortina abaixada, para que minha presença ali do lado nao perturbasse os pássaros, nem o meu amigo em recuperação.
E durante o dia todo, foram idas e vindas, comida caprichada e sossego no ar, ele ficava mais tempo comendo e com mais tranquilidade.
Só que numa dessas vindas apareceram os outros e começaram uma briga, que se estendeu para dentro da sala!
Ele acabou sendo atirado contra a cortina, pesada, de tela, não sei como, mas entrou por baixo dela e se ficou rente ao chão da sala, e debateu muito tentando encontrar a saída, antes que eu pudesse fazer alguma coisa.
Por Deus deu um vento forte providencial e ele conseguiu sem a minha intervenção.
Se eu me aproximasse poderia ser pior, embora momentaneamente eu tenha pensado que se conseguisse pegá-lo poderia levar para um veterinário ver se tinha jeito.
Passado o susto, observo que ele ainda continua vindo regularmente, mas esse novo acidente ter deixado alguma outra sequela além da que ele já carrega.

A vida como é... eu tomei todos os cuidados possiveis e nao consegui evitar uma fatalidade como essa.
Hoje finalmente consegui vê-lo, por bastante tempo, e até captar uma imagem.
Deixei a cortina abaixada porisso as fotos estão ruins.
Meu querido amigo ficou parado por um longo tempo no peitoril, vi que estava meio curvado, como se o peso do corpo nao estivesse sendo sustentado pelas patas, uma totalmente inutilizada.
Bons ventos amorosos haverão de conduzi-lo para seu especial destino.





uma notinha posterior em 24 de fevereiro

:) fiz uma pequena reediçao neste post, para batizar o nosso amigo "pé de bolinha" e o titulo aumentou, alem de que....

o amigo do ar continua aparecendo, incrivelmente resistente com aquela energia magica...ontem ele me acordou, pousou no parapeito do meu quarto, uma ousadia, primeira vez....e cantou muito alto!
abri os olhos e la estava ele de frente para mim, pousado na barra da janela, sacudindo as asas, como se dissesse ei, cadê minha comida???e dai se foi...

ele e seu pé de bolinha, lembrei do novelo de lã da SUE / igualzinho...
:) outra pequena reedição deste post, o bolinha continua ativo.
em 18 de março, tenho visto ele por aqui, e a familia dos bem te vis aumentou, agora são mais de 4, e cada um com um jeito diferente, da pra identificar, nenhum deles deve saber quem eu sou, pensam se tratar de uma arvore, mas o bolinha parece que tem outra percepção.
ativo e meio deslocado do bando, vem sempre sozinho mas isso tem vantagens, pois o horario que ele aparece é depois do frisson da manhazinha onde todos querem comer ao mesmo tempo e seguir para o dia alimentados. depois da primeira tigelada, espero um pouco as coisas acalmarem e coloco mais comida. pois ele sempre sabe quando isso vai acontecer.
fica esperando pacientemente a mãe-arvore aqui, ele sabe a hora que abro a janela e fica por perto, depois eu fecho a cortina e ele vem sossegado comer.
eu sinto isso como uma redenção divina, deus é muito generoso.

:) e outra notinha reeditada em 5 de maio, vivo e esperto, ele vem varias vezes ao dia, sempre sozinho ou na companhia de outros passarinhos, os sanhaços, que parecem ter adotado meu amigo, ou para protegê-lo, ou para serem protegidos. aumentei as tigelas para 3, e vejo com alivio que eles comem juntos sem conflito. enquanto a familia cresce, novos e intrépidos bem te vis mais jovens o afrontam e ele sai em debandada.
ele está vivo e aparentemente saudavel, continua me chamando as 7 e 18 quase que diariamente, e muitas vezes enquanto estou trabalhando aqui na mesa, ele aparece e fica me olhando pelo vidro por um bom tempo, eu sei que ele me vê e me percebe. estou fazendo a postagem para o dia das mães do blog do meu mestre, e associei o amor incondicional que as mães dizem sentir quando meu coração acolheu este pássaro, e enquanto Deus emprestar essa linda criatura para nossa alegria vamos cumprir nossa missão, com alma, amor e alimento.
:| a penúltima postagem: Vote Bem te vi

:| a ultima: O céu dos passarinhos
agosto de 2008, meu amigo viveu muito ainda nas condições precárias que ele se encontrava, e eu acompanhei dia a dia sua aventura nesta terra. Sua despedida para mim foi algo fora do plano humano, ele realmente foi um ser especial que passou pelo meu caminho e me fez mais feliz.


Comentários

Carolina Arêas disse…
Que linda crônica sobre seu visitante-passarinho. Ou será um passarinho-anjo?
sylribeiro disse…
ah, obrigado...acho que é tudo junto, passaro e anjo...
abraços!
blogsue disse…
Syl,
Voce é muito delicada nas palavras. Adorei receber seu comentario e quando vou retribuir a visita me deparo com lindo textos que alegram nosso dia.
Que bom.
Bjks
sue
sylribeiro disse…
pois é SUE, obrigado pelas palavras, e vc acabou batizando o nome do bem te vi do pé de bolinha, abraços...
obrigado!